12 melhores pratos típicos do mundo

Se tem uma coisa que pode tornar uma viagem ainda mais especial é o quanto conhecemos e amamos a culinária do destino. Quando se trata de viagens internacionais, a experiência é ainda mais bacana porque muito da cultura de cada país está no paladar. O guia TasteAtlas publicou um rating dos pratos típicos mais apreciados por viajantes do mundo todo, e é claro que o Brasil está entre os primeiros. Selecionamos 12 das melhores e contaremos um pouco sobre cada uma delas. Venha comigo:

12. Xiao Lengthy Bao, China

Estes são bolinhos recheados que se originaram no século 19 em Nan Xiang, um lugar que agora é o distrito de Jiading em Xangai. Geralmente são recheados com carne de porco picada e depois cozidos em Xiaolong, um evaporador de bambu (daí o nome do prato), graças ao qual absorve o caldo e, depois de cozido, parece um “bolinho de sopa”. Também pode ser recheado com carne de siri ou camarão. A massa é bem fininha, bem parecida com macarrão. Recomenda-se servir os bolinhos ainda quentes, de preferência com molho de vinagre e gengibre.

Melhor lugar para experimentar: Ding Tai Fung Xangai – Xangai, China

11. Pizza Margherita, Itália

pizza Margarita Este prato é digno de uma rainha! Em 1889, a rainha Margherita de Savoy visitou Nápoles, onde foi servida uma pizza que lembrava as cores da bandeira italiana: tomate vermelho, mussarela branca e manjericão verde, preparada pelo chef Raffaele Esposito, da pizzaria Brandi. A rainha gostou deste prato e Esposito deu-lhe o nome – pizza Margherita. Mas period só um nome, essa fragrância já foi criada há muitos anos e inclusive period uma das mais procuradas.

Foto: reprodução/TasteAtlas

Melhor lugar para experimentar: Pizzeria Starita em Materdei – Nápoles, Itália

10 Frango Grelhado, Peru

Frango frito nada mais é do que um frango inteiro grelhado na brasa, bem suculento, tradicionalmente servido com batatas fritas e saladas – é bem parecido com o nosso frango de domingo, sabe? RINDO ALTO. Hoje é um dos alimentos mais consumidos no país, tanto que 27 milhões de peruanos o consomem diariamente.

O prato foi inventado em Lima na década de 1950, quando period temperado apenas com sal. Hoje em dia, costuma ser marinado em uma combinação especial de ingredientes, geralmente vinagre, sal, pimenta, alecrim, pimenta e cerveja preta.

Foto: reprodução/TasteAtlas

Melhor lugar para experimentar: Tubs Hen & Grill – San Borja, Peru

9. Kag Kebab

Period Churrasquinho é uma variedade Churrasquinho originalmente da cidade turca de Erzurum. É feito com cordeiro marinado em cebola, sal e pimenta por cerca de 12 horas, que é colocado em um grande espeto horizontal e cozido em fogo de lenha. Quando está pronto, o chef corta as fatias e as enfia em outro espeto menor até encher. É comido no próprio espeto ou com a carne envolvida em pão sírio acabado de cozer e ainda quente.

Foto: reprodução/TasteAtlas

Melhor lugar para experimentar: Shehzade Kag Kebab – Fatih, Turquia

8. Gormeh Sabzi, Irã

Gorme legumes é um ensopado de ervas comumente consumido em todo o Irã e considerado o prato nacional do país. Embora existam inúmeras maneiras de prepará-lo, o ingrediente principal é uma combinação de ervas, geralmente feita com salsa picada, coentro e cebolinha. Outras variedades podem incluir verduras como alho-poró, couve ou espinafre, que dão ao prato sua cor verde escura e sabor rico. Esses ingredientes principais são adicionados ao feijão e carne em cubos (geralmente cordeiro) para fazer um ensopado farto.

O prato é tradicionalmente servido em uma tigela e comido com garfo e faca. Geralmente é servido com o tradicional arroz persa conhecido como polo. Embora seja considerado um prato tradicional iraniano, também é amplamente consumido no vizinho Azerbaijão.

Foto: reprodução/TasteAtlas

Melhor lugar para experimentar: Restaurante muçulmano – Teerã, Irã

7. Ceviche misto, Peru

Combine ceviche é um clássico aperitivo peruano que difere de outros tipos de ceviche por adicionar uma variedade de frutos do mar aos peixes usados ​​regularmente. Isso inclui camarão, lula, polvo e vieiras. Às vezes, mexilhões ou pequenos caranguejos são adicionados ao prato. Frutos do mar geralmente são marinados em suco de limão, sal, cebola, coentro e pimenta, e geralmente são servidos com batata-doce glaceada e milho peruano.

Foto: reprodução/TasteAtlas

Melhor lugar para experimentar: La Mar Cebichería – Miraflores, Peru

6. Caril Panaeng, Tailândia

O caril panaeng é uma variedade Curry Thai, que se caracteriza por uma textura espessa e sabor agridoce de amendoim. Preparado a partir de carne cozida com pimenta malagueta seca e folhas de limão. kaffir, leite de coco, coentro, cominho, alho, capim-limão, cebolinha e amendoim. Carne usada em caril phaneng geralmente é carne, frango ou pato, e os vegetais tradicionalmente não são incluídos no prato. O nome vem da palavra vestir O que significa cruzque se refere à antiga forma de cozinhar frango com as pernas cruzadas e colocadas em posição vertical.

Foto: reprodução/TasteAtlas

Embora a origem do curry phaneng embora um tanto obscuro, é frequentemente associado ao estado de Penang, na Malásia, mas há poucas evidências para apoiar essa afirmação. No entanto, a receita mais antiga conhecida está no livro Tam Raa Hole Kao de Maawm Sohm Jeen datado de 1890.

Melhor lugar para experimentar: Kopitiam By Wilai – Phuket, Tailândia

5. Guotie, China

Uma variedade de bolinhos fritos jiaozi conhecido como guti, originário do norte da China, geralmente recheado com carne de porco picada, repolho de Pequim, cebolinha, gengibre, vinho de arroz e óleo de gergelim. A textura crocante e macia é obtida através de um método especial de cozimento; enquanto o fundo dos bolinhos está fritando, uma pequena quantidade de líquido é adicionada à panela tampada, permitindo que o restante dos bolinhos e o recheio evaporem.

Foto: reprodução/TasteAtlas

No que diz respeito à forma, guti deve ser sempre comprido e reto, pois sobe com mais facilidade e não desce durante o cozimento. Gota pode ser traduzido literalmente como “potes”.portanto, esses bolinhos são freqüentemente chamados de “potstickers” especialmente na América do Norte. Hoje, é uma comida de rua standard, frequentemente consumida como aperitivo ou aperitivo, geralmente acompanhada de molho.

Melhor lugar para experimentar: Xindalu China Kitchen – Xangay, China

4. Tangbao, China

Nome tanbao ou Tanbaozi Os bolinhos chineses recheados com carne e cozidos no vapor pertencem à mesma família do já mencionado Xiao Lengthy Bao. Dependendo da origem, os bolinhos podem ser feitos com fermento ou massa simples, que geralmente é envolvida em um recheio de gelatina, enrolada e selada por cima e depois cozida no vapor.

Quando cozido no vapor, o recheio sólido (geralmente carne de porco picada ou carne de caranguejo) se transforma em uma sopa saborosa que fica bem presa dentro do pão. Eles são sempre servidos imediatamente após o cozimento para manter a sopa fina e quente.

Foto: reprodução/TasteAtlas

Melhor lugar para experimentar: Ding Tai Fung Xangai – Xangai, China

3. Marisco Bulhão Pato, Portugal

Com o nome do poeta do século XIX Raimundo António de Bulhão Pato, este prato português simples combina amêijoas (amêijoas) e um molho saboroso à base de azeite, alho, sumo de limão, vinho branco e coentros frescos. A Amêijoa à Bulhão Pato costuma ser servida como aperitivo e costuma ser servida com pão como acompanhamento.

Foto: reprodução/TasteAtlas

Melhor lugar para experimentar: Marisqueira de Matosinhos – Porto, Portugal

2 Picanha, Brasil

Olha ela aí, nossa querida! Em segundo lugar ficou a picanha brasileira. Um corte fresco de carne bovina, que fica no dorso do animal, acima do bumbum. Nos EUA chama-se sakura e no Reino Unido é conhecido como grumos É ela quem coroa nossos deliciosos kebabs! O nome “picanya” vem da palavra criação de gado, refere-se a um pau usado pelos agricultores para pastar o seu gado em Portugal e Espanha. Essa técnica foi trazida para o Brasil, onde a palavra picanha period usada para se referir à parte da vaca que os fazendeiros perfuravam com essa ferramenta.

Foto: reprodução/TasteAtlas

Melhor lugar para experimentar: Casa Picanha Penedo – Penedo, Brasil

1. Curry, Japão

O Curry ou paraSim O estilo japonês é um dos pratos mais populares do país! Começou a ganhar popularidade no Japão durante o período Meiji (1868-1912), quando os britânicos o introduziram no país. Nos primeiros anos de existência Trabalhos com arroz period um prato connoisseur caro, reservado apenas para os ricos.

Comparado com Curry Indiano, feito com especiarias, legumes e carne, Trabalhos é apenas menos picante, mais doce, mais escuro e geralmente mais espesso graças à farinha adicionada. Existem três versões principais Trabalhos no Japão – trabalho de arroz (caril com arroz) trabalho de udon (caril de macarrão) e trabalho – panela (macarrão recheado com curry). Hoje Trabalhos é tão standard no Japão que pode ser considerado um verdadeiro prato nacional.

Foto: reprodução/TasteAtlas

Melhor lugar para experimentar: Sopa de curry com molho de jantar – Sapporo, Japão

Outros brasileiros em destaque

Outros três pratos brasileiros figuraram entre os 100 melhores do rating: a Vaca Atolada, um guisado de carne com mandioca muito bem temperado, ficou em 29º lugar; no 49, a moqueca, ensopado de frutos do mar e legumes temperado com leite de coco, coentro, pimenta e azeite de dendê, é muito típica do Nordeste, principalmente da Bahia. E o feijão tropeiro no número 50 é um prato único feito de feijão, farinha de mandioca, pele de porco, ovos, cebola, temperos e toucinho, que também pode incluir couve. Este é um prato muito famoso em todo o Brasil, mas principalmente no estado de Minas Gerais.

Foto: reprodução/TasteAtlas

Confira a lista completa de todos os pratos do TasteAtlas aqui.


Hmmm, aposto que você ficou com fome lendo esse put up, né? Conta pra gente nos comentários qual desses pratos você experimentou e qual você mais gostou.

Leave a Comment