Como o TikTok está revolucionando a indústria de perfumes

Descolados do universo sonhador e fantasmagórico que as marcas costumam retratar, os criadores do TikTok falam abertamente sobre fragrâncias, principalmente defendendo opiniões bem definidas e zombando do suposto fascínio dos perfumes. Com muita espontaneidade e autenticidade na descrição de aromas e cores, eles falam sobre memórias de infância, às vezes história (a hashtag #perfumehistory acumula quase 5 milhões de visualizações) e quebram os padrões da categoria, independentemente da segmentação e dos canais convencionais de advertising.

O fragrance como experiência visible

Como plataforma de vídeos, o TikTok mergulha o fragrance em um universo visible inédito, em que as garrafas ganham destaque nas postagens de autores que competem entre si pela admiração dos apoiadores, mas sem nenhuma ligação com os objetivos de comunicação das marcas. Na maioria das vezes, hashtags associadas a perfumes acompanham um tiktoker que analisa a fragrância e destaca suas notas principais; também é comum que a hashtag seja usada em postagens sobre o sucesso do criador do vídeo e outros comentários positivos. Numerosas listas High 5 e High 10, bem como classificações de todos os tipos são muito populares.

Uma das tendências recentes é fazer vídeos apresentando sua coleção specific de perfumes. O número de visualizações com a hashtag #perfumecollection já ultrapassa 373 milhões. Muitos aficionados tentam expressar a sua paixão pelo fragrance mostrando cada frasco da sua coleção ou exibindo a forma como organizam os produtos, por vezes com base em critérios como a cor do frasco ou a cor do próprio fragrance.

De fato, a cor é um elemento muito importante nesta rede social, porque você precisa chamar a atenção de seus seguidores em poucos segundos. Portanto, não é de se estranhar que os usuários do TikTok tendam a enfatizar o vermelho, um tom capaz de adicionar mais intensidade às imagens. Isso é evidenciado pelo fato de que frascos de fragrance como “Misplaced Cherry” de Tom Ford (18,3 milhões de visualizações), “L’Interdit Rouge” de Givenchy, “Scarlet Poppy” de Jo Malone (11 mil impressões) e “Rouge 540” por Baccarat (194,3 milhões de impressões). Isso também explica o sucesso de perfumes com frascos espetaculares e de plástico, como Paco Rabanne ou Carolina Herrera.

A rede TikTok também reacendeu o interesse pelos perfumes em miniatura: a hashtag #MiniaturePerfumes já conta com 3,4 milhões de visualizações. Uma grande oportunidade para as pessoas compartilharem fotos de garrafinhas irresistíveis que conquistaram seus corações.

TikTok, vetor de emoção

O poder dessa rede social também possibilita redesenhar a dinâmica de um universo em que a reputação de cada marca é fator decisivo. Assim como em outras categorias do setor de cosméticos, um vídeo que se torna viral devido ao seu forte conteúdo emocional pode aumentar significativamente as vendas de uma fragrância até então pouco conhecida. Uma das ilustrações mais famosas desse princípio foi o súbito sucesso da marca americana Lacking Individual Flúorcriado pela influenciadora Christelle Lim.

No TikTok, ao contrário do que acontece com os materiais publicitários de outros canais, o cerne dos debates é o cheiro e, sobretudo, o efeito que produzem. Falam das emoções que os perfumes despertam, das memórias que trazem, das substâncias que evocam. Os ingredientes usados ​​na produção de perfumes raramente são mencionados, exceto quando sua presença é sentida de forma aberta e proeminente na fragrância.

TikTok, o precursor de novos hábitos

Esta rede social tornou-se importante um canal de divulgação de novas práticas. O exemplo mais marcante é certamente a sobreposição de perfumes. Muito standard no Oriente Médio, por muito tempo essa prática – de sobrepor diferentes perfumes – não pegou em outros mercados.

No TikTok, a hashtag #layeringperfumes tem atualmente mais de 363 milhões de visualizações, e também há vídeos de entusiastas revelando quais perfumes estão usando ao mesmo tempo. Um exemplo é @rebeccazeidenberg94, que sugere combinar duas gotas de Shaghaf Oud da Swiss Arabian com L’Interdit Rouge Spray da Givenchy e sair para dançar. A mesma tiktoker recomenda que seus seguidores combinem fragrâncias com bolsas classic.

Geração Z, procurando trapaceiros

Mas a comunicação e as práticas tradicionais da indústria não são as únicas coisas que o TikTok está revolucionando. Em sua rede social favorita, a Geração Z também se interessou por “dupes” (forma simplificada de duplicatas, produtos que possuem propriedades semelhantes a outros produtos mais caros) e a hashtag #perfumedupes já conta com mais de 114 milhões de visualizações. Um grande número de vídeos com milhões de visualizações, por exemplo, associa certas fragrâncias da Zara a produtos de grandes nomes do setor de luxo, que são vendidos a preços bem mais elevados.

Essa tendência acaba apoiando uma prática comum – e muitas vezes criticada – no mundo da perfumaria: inspirar-se em fragrâncias de sucesso para lançar perfumes semelhantes. Mas neste terreno, onde as linhas entre inspiração e cópia e entre comparação e parasitismo nem sempre são bem definidas, e onde a indústria luta há anos contra a proliferação de gráficos anti-tipo, as marcas tendem a reagir com uma mistura de cautela e desconfiança. : Satisfeito quando seus produtos são melhores que os outros, mas insatisfeito quando o quantity de vendas diminui.

No entanto, não devemos concluir que esse interesse do consumidor pela fraude invalidaria os investimentos das marcas em inovação, criatividade e imagem no mercado. A aventura do fragrance no TikTok está aqui principalmente para lembrar como as emoções são poderosas para impulsionar as vendas e o quanto elas devem se basear nos valores de honestidade e autenticidade.

Leave a Comment