Confira os destinos de viagem de um dia de verão saindo do Rio de Janeiro

Divulgação

Destinos para uma viagem de um dia saindo do Rio de Janeiro

Conhecido como um dos principais destinos turísticos do Brasil e do mundo, o Rio de Janeiro é de tirar o fôlego. O calçadão de Ipanema, o pôr do sol entre as montanhas, o mar e a água de coco formam uma ótima combinação para turistas e cariocas.

Para quem busca um programa diferente para fugir dos lugares mais “pobres” da metrópole, a Conecta123 preparou passeios incríveis saindo do Rio de Janeiro.

menino efeminado

Distrito de Maricá, Rio de Janeiro
Divulgação

Distrito de Maricá, Rio de Janeiro

Maricá é um paraíso pure com 46 km de praias, próximas a lagoas, rios e montanhas com cachoeiras. Isso torna a cidade um destino best para quem busca belezas naturais e muito sol. A distância entre as cidades do Rio de Janeiro e Maricá é de 59 km pela Rodovia Amaral Peixoto (Ponte Rio – Niterói). O tempo de viagem é de aproximadamente 1 hora.

Uma das atrações de Maricá é a Cachoeira do Espraiado, que é um ótimo lugar para passear com a família e passar um dia relaxante. A atração, localizada próximo ao centro da cidade, é uma pequena cachoeira de cerca de 3 m de altura, criada a partir do represamento synthetic de parte do córrego que banha o native.

A orla da Lagoa das Amendoeiras é outro atrativo que vale a pena visitar. A revitalização da área foi concluída em dezembro de 2018. Com quase 1 km de extensão, o caminho conta com quadras de vôlei e futebol de praia, aparelhos de ginástica, ciclovia e playground para as crianças.

Além dessas atrações, não deixe de conhecer as melhores praias de Maricá, entre elas a Praia de Itaipuaçu, que é extensa e tem areia branca e fofa, perfeita para crianças e para a prática de esportes. Destaque também para a Praia da Barra de Maricá, localizada entre a Praia de Aeronáutica e a Praia de Guaratiba. É um lugar common na cidade, especialmente durante o verão e as férias ensolaradas.

Ilha de Paquetá

Ilha de Paquetá, Rio de Janeiro
Divulgação

Ilha de Paquetá, Rio de Janeiro

Ilha dos Amores, Pérola da Guanabara e Jardim dos Namorados. Aqui estão alguns apelidos para Ilha de Paquetá, distrito de cinema do Rio de Janeiro.

O cenário ali é diferente, parece até cenário de novela de época. As ruas são de cascalho, não há prédios nem ladeiras, o meio de transporte mais comum é a bicicleta, embora também existam cadeiras de rodas elétricas que não poluem o meio ambiente e não fazem barulho.

A viagem até Paquetá é feita por barcos que saem direto da Praça XV. Para chegar à praça, você pode pegar o carro ou o metrô até a estação Carioca e depois caminhar mais 10 minutos até o porto. A passagem custa R$ 7,70 e o trajeto dura aproximadamente 1 hora e 10 minutos. O navio tem ar-condicionado, assentos confortáveis, banheiros limpos e vendedores ambulantes de comidas e bebidas.

As principais atrações da Ilha de Paquetá incluem a bela praia de José Bonifácio, também chamada de Praia da Guarda. Recebeu esse nome porque é onde fica a antiga casa de José Bonifácio, native que serviu de prisão domiciliar de um estadista. Como a propriedade é explicit, não pode ser visitada, mas sempre há uma foto da área externa.

Outro destaque imperdível é a Casa de Artes Paquetá, o mais importante centro cultural da região, que recebe regularmente recitais e noites. Seu acervo permanente inclui uma biblioteca e as obras de arte que compõem o Centro Memorial da Ilha, disponíveis para consulta e pesquisa. Horário de funcionamento: diariamente das 10:00 às 17:00.

Barra de Guaratiba

Rock do Telégrafo no Rio de Janeiro
Divulgação

Rock do Telégrafo no Rio de Janeiro

Barra de Guaratiba é um bairro da zona oeste do Rio de Janeiro, ainda pouco explorado pelos turistas, mas perfeito para quem gosta de natureza, praia e aventura. Essa é uma ótima opção para quem, além das praias mais famosas do Rio, quer curtir as férias ou o fim de semana de janeiro.

Para quem sai de carro do centro do Rio, a melhor opção é pegar a linha amarela. E para quem sai da Zona Sul, é só pegar a Rodovia Lagoa Barra (Rodovia Fernando Mac Dowell). Saindo da Barra da Tijuca, basta caminhar pela orla em direção ao Recreio dos Bandeirantes. O tempo estimado de viagem é de 2 horas.

Há muito o que fazer em Barra de Guaratiba, como o rapel na Pedra da Tartaruga. Além de vivenciar uma tremendous atividade, o turista pode curtir o visible incrível das praias selvagens. Esta descida é para quem gosta de adrenalina. O praticante pendura-se completamente na corda do topo da rocha e deve descer lentamente. Preço: R$ 130 por pessoa.

Famosa por sua tomada “aventureira” na beira da falésia, a Pedra do Telégrafo é um passeio quase obrigatório na Barra de Guaratiba, além de ser um dos pontos mais instagramáveis ​​do Rio de Janeiro. Para chegar a este miradouro é necessário percorrer um trilho que demora cerca de meia hora. Dali, a vista é uma verdadeira imensidão de azul, verde e montanhas.

O percurso é considerado fácil e, apesar da subida íngreme, pode ser feito em cerca de 50 minutos. Vale a pena o esforço, porque o visible é realmente incrível. Impossível não tirar uma foto icônica ali, posando em uma rocha que se projeta sobre a cidade, dando a impressão de estar à beira de um precipício. Na verdade, está muito perto do chão e você pode tirar uma foto com complete segurança.

As praias selvagens do Rio de Janeiro são paradisíacas. As mais tranquilas de Barra de Guaratiba são perfeitas para desconectar. Para chegar lá, é preciso fazer uma trilha de cerca de 3,5 km, que começa na Praia da Barra de Guaratiba (na Rua Parlon Siqueira, quase em frente à Praia do Centro). Os percursos são intermédios e não existem grandes dificuldades. Sim, há trechos com pedras, mas a maior parte do trajeto é só mato e areia.


Acompanhe também o iG Turismo no Instagram e receba dicas de roteiros e curiosidades sobre destinos nacionais e internacionais. Acompanhe também o perfil geral do Portal iG no Telegram.

Leave a Comment