é feito em casa, embalado e pronto em 2 minutos – NiT

Esqueça as pizzas congeladas: são caseiras, embaladas e prontas em 2 minutos.

Osteria di Tutti marcou o início de uma verdadeira revolução italiana. Os produtos são veganos, frescos e duram 20 dias na geladeira.

Ele mantém a mesma crosta crocante e sabor do primeiro dia.

Esqueça de correr para o supermercado na hora do almoço procurando algo rápido para comer. E você não precisa mais se preocupar em ficar sem opções veganas.

A Pizza Osteria di Tutti chega ao mercado a 28 de novembro com a promessa de mudar a gastronomia portuguesa. Eles são frescos e podem ser enviados para todo o país. E sim, você leu certo. Podem ser entregues em Portugal, não apenas em Lisboa, Porto ou qualquer outra cidade, vila ou aldeia.

Isso pode parecer estranho, porque comida fresca e preparada na hora e longas distâncias são três coisas que parecem incompatíveis. Com efeito, com uma área superior a 92 mil quilómetros quadrados, seria humanamente impossível entregá-los neste momento. E quando a palavra vegano é adicionada à combinação, as coisas ficam ainda mais complicadas. Mas não para Ana Ribeiro, de 30 anos.

A pure de Guimarães admitiu ao NiT que se tornou vegetariana há 17 anos. Mais recentemente, há cerca de cinco anos, ele foi ainda mais longe: cortou todos os produtos de origem animal de sua vida e se tornou vegano. Uma escolha que a deixou impossibilitada de comer pizza com outros ingredientes além de “vegetais sem fermento” por vários anos.

Ana se considera uma gourmand, ou seja, uma pessoa que gosta muito de comer e gosta de estar com a família e amigos à mesa posta. E a falta de opções disponíveis que lhe permitissem continuar com esse estilo de vida o prejudicou. Sonhava em abrir o espaço e decidiu que period hora de criar algo diferente: seria “a primeira osteria italiana vegana em Portugal, com restaurante e tudo”.

“Os planos saíram, mas pararam”, conta. “No momento em que o projeto estava a ganhar forma, estourou uma pandemia no Porto, que levou ao encerramento de vários restaurantes.” Ele colocou essa parte do negócio em espera, mas não descansou até encontrar uma alternativa. “Como faço para listar itens para venda on-line?” Ao encontrar a resposta para essa pergunta, criou o que hoje é chamado de Osteria de Tutti.

Seguindo o lema “tudo para todos”, passaram meses a fazer testes e experiências – “fazendo infinitas pizzas todos os dias” – e a enviar os resultados para o laboratório para chegar ao produto ultimate. Aquele que dura até 20 dias na caixa e cozinha no forno de cada cliente em dois minutos. Porém, não presuma que vai comer uma daquelas pizzas ultracongeladas que compra no supermercado.

“As pessoas ficam surpresas. Por um lado, porque são veganos e não semelhantes, por outro lado, porque conservam todo o sabor mesmo na embalagem. Temos clientes que não são veganos e dizem não notar a diferença”, garante o empresário cerca de 600 pizzas já vendidas.

Negócio de base italiana e cérebro português, a Osteria junta o que Ana Ribeiro mais gosta: a Itália e a comida – sobretudo a pizza, o seu prato preferido – à mesa, onde sempre cabe mais um. A ideia é antiga, mas surgiu numa altura em que, segundo o fundador, ainda period possível melhorar significativamente a qualidade da oferta vegetariana e vegana nos restaurantes.

As encomendas podem ser feitas através do website ou por mensagem. Em breve terá ainda serviço de entrega de pizzas prontas em Guimarães (de onde saem todos os produtos), Lisboa e Porto. Depois de receber seu pedido da Osteria di Tutti pelo correio, que leva entre 24 e 48 horas, você tem duas opções. Pode ligar imediatamente o forno a 200ºC e esperar até cinco minutos, ou guardar o saquinho no frigorífico e cozinhá-lo durante os próximos 20 dias, como se fosse o primeiro.

Existem várias opções, mas o Serrana (€ 7,45) e o Del Mare (€ 9,45) são os mais procurados. “O primeiro, com alheira vegana, bacon vegano, cogumelos e mussarela vegana, traz os sabores fumados de Portugal. A segunda opção para muitos não é a mais óbvia, mas a mais inesperada”, admite o idealizador do projeto. No entanto, o menu completo é a melhor opção para quem tem curiosidade e quer experimentar todos os sabores (35,90€).

Ainda em janeiro, serão lançadas opções sem glúten, indicadas para celíacos ou pessoas com intolerância ao glúten, que tantas mensagens mandam no WhatsApp da marca. Além do prato estrela, a Osteria também conta com um cardápio repleto de massas, lasanhas e sobremesas, que serão lançados gradativamente.

Apesar do sucesso do projeto, a ideia do restaurante não foi esquecida e continua nos planos de Ana. Por enquanto, porém, mantém o lema de servir o maior número de lares portugueses e, quem sabe, também não comece a fazê-lo no estrangeiro. “Já recebemos várias encomendas de Espanha e Inglaterra. Não tínhamos essa ideia no começo, mas pode valer a pena considerar”, conclui. Afinal, sendo um projeto digital, não se deve limitar a Portugal.

Um nome que combina tradição e revolução, “com uma nova verdade que ganha vida com muito respeito e igualdade”, promete transmitir – quase como se fosse uma comida em casa dos avós para o almoço de domingo – os sabores tradicionais italianos associados ao veganismo inovador.

Clique na galeria para ver algumas das ofertas da Osteria di Tutti.

Veja a galeria

“>

Maravilhoso.

Leave a Comment