Eu tinha uma livraria favorita até chegar à Página Cem Opiniões

Depois dos coloridos jardins de Santa Bárbara, dos imponentes órgãos da Sé Catedral e do esplendor dourado da Igreja de Santa Cruz, o dia em Braga parecia não ter mais surpresas. Só faltava folhear a Centena Página, uma discreta livraria do centro da cidade que parece estar à espera dos incautos amantes de livros.

Foi um dos meus lugares favoritos para descobrir em 2022. Eu o visitei no verão e ele me fez pensar sobre o que torna uma livraria, especialmente esta, um lugar tão acolhedor.

discreto

centésima página

O inside da livraria Centésima Página em Braga

Créditos: Pedro Neves

” data-title=”Página 100 – Tinha uma livraria preferida até chegar à Página 100 – SAPO Viagens”>

O inside da livraria Centésima Página em Braga Créditos: Pedro Neves

Ao vagar por caminhos desconhecidos, poucas surpresas são mais reconfortantes do que encontrar uma livraria.

No caso da livraria de Braga, é fácil perdê-la se não soubermos que está lá. Está instalado num edifício do século XVIII conhecido como Casa Rolão, em frente à Praça da República, a poucos passos do centro histórico da cidade.

A grande idade do edifício presumivelmente não permite grandes sinais ou acentos de atenção, o que acaba por contribuir para uma certa modéstia. Apenas um olhar mais atento através da fachada de vidro revela as prateleiras cheias de livros.

matzá

Caminhamos por uma livraria como um labirinto. É por isso que esses espaços nos parecem tão lúdicos e convidativos?

A Centésima Página partilha desta qualidade labiríntica, sobretudo na sua sala maior, forrada de livros (incluindo uma escada) até ao tecto e dominada por uma estante central que evoca a curvatura de uma página de livro.

paisagístico

O jardim da Livraria Centenas de Páginas

O jardim da centésima página

Créditos: Pedro Neves

” data-title=”O Jardim da Centésima Página – Tive uma livraria preferida até chegar à Centésima Página – SAPO Viagens”> O jardim da Livraria Centenas de Páginas

O jardim da centésima página Créditos: Pedro Neves

As minhas livrarias preferidas convidam à permanência, seja em sofás estrategicamente colocados ou em pequenos recantos de leitura. Algumas, mais raras, oferecem algo ainda mais precioso: um jardim. No coração da cidade, com o fascínio dos shoppings e os aborrecimentos de uma livraria, entrar em uma loja e sair de um quintal com um livro parece um achado.

O Jardim da Centésima Folha não chama nossa atenção imediatamente. Como quem tem um segredo à espera do momento certo para o revelar, só o percebemos quando chegamos à secção infantil da sala das traseiras, espaçosa e acolhedora. No closing do verão é verde e exuberante. No inverno, a folhagem dá lugar à delicadeza e o quarto parece brilhar com as magnólias que ali florescem.

Livraria Lanchonete

No mundo das letras, que lugar melhor para o encontro das palavras do que a cafeteria de uma livraria? Ou o melhor lugar para um encontro? Livraria-cafeteria é um daqueles binômios que sempre dá certo.

O centro histórico de Braga oferece uma concentração incrível de restaurantes interessantes para experimentar, mas não precisa de deixar os livros para provar um delicioso almoço.

Livraria da centésima página

  • Endereço: Av. Central, nº 118-120, Braga
  • Horário de funcionamento: disponível no website oficial.

Leave a Comment