Goshiwon: brasileiras contam como é morar em um microapartamento de 3 m² na Coreia do Sul

  • Priscila Carvalho
  • Do Rio Grande do Norte para a BBC Information Brasil

Empréstimo, arquivo pessoal

assinatura sob a foto,

A solução de Thaís Midori para o alto custo da moradia em Seul foram os microapartamentos

A influenciadora Thais Midori, de 27 anos, entrou em contato pela primeira vez com a Coreia do Sul há 16 anos com bandas de kpop.

Aos 20 anos, descobriu que poderia fazer um intercâmbio no país e aprender o idioma. Desde então, ele viaja todos os anos para a Coréia, sempre com a intenção de conhecer a cultura. Na primeira vez ele ficou seis meses, depois voltou nas férias de janeiro e julho.

Ao chegar lá, percebeu que a hospedagem period muito cara – e uma forma de economizar seria morar em microapartamentos, os chamados. goshiwonque são apenas cerca de cinco metros quadrados e, às vezes, três.

“Eles estão por toda parte, em todas as esquinas. São miniprédios e vários apartamentos em cada andar”, diz a BBC Information Brasil.

Leave a Comment