INSTRUÇÕES: Os aromas e sabores do café transportam viagens pelo Brasil

Muitos preferem forte, outros um pouco mais fraco, alguns puros ou com leite, mas uma coisa é unânime: é o preferido dos brasileiros e estrangeiros que visitam o país.

Se você pensou em café, veio ao lugar certo! A bebida é destaque em diversos roteiros de turismo rural do país, cativando quem tem interesse em conhecer seu processo de produção e, claro, degustá-la. Para se ter uma ideia da diversidade e do potencial econômico e turístico do produto, o Brasil é um dos maiores produtores e exportadores de café do mundo, além de ser o segundo maior consumidor da bebida.

E claro, a Agência de Informações Turísticas não poderia deixar de citar diversos espresso excursions inesquecíveis pelo país. Put together um pão de ló, bolacha, pão ou pão de queijo, vamos passar por diferentes regiões onde vale a pena parar para tomar um café.

PARANÁ – Essa já é tradicional, mas não poderia ser substituída: Trilha do Café Norte do Paraná. A região já abrigou uma das maiores produções de café do mundo no início do século XX. O roteiro abrange oito cidades do norte do estado: Londrina, Cambé, Rolândia, Ibiporã, Tamarana, São Jerônimo da Serra, Santa Mariana e Ribeirão Claro.

Durante o passeio, o turista pode conhecer o processo de produção e seleção do grão em grandes fazendas históricas, visitar fazendas familiares e fazendas dedicadas à preservação da história do café, degustar a bebida em cafés e restaurantes dos municípios que compõem o roteiro, pare em pousadas rurais e visite museus que retratam a produção de café na região.

COMPLEXÃO – Além de abrigar alguns dos pontos de sol e praias mais emblemáticos do Brasil, o estado do Ceará oferece alternativas de bebidas recreativas aos turistas. Uma delas, a Trilha do Café Verde, passa por lugares do sertão como Guaramiranga, Mulungu, Pacoti e Baturité. O roteiro permite conhecer fazendas e casarões antigos que representam a história da produção de grãos na região. Para o turista, além do café centenário, a visita inclui uma imersão na história, cultura e gastronomia.

O turista entrará no mundo do café à sombra, conhecendo as plantações, os casarões coloniais, saboreando a iguaria junto com outros sabores típicos da culinária da cidade e experimentando toda a riqueza que a Serra do Ceará tem a oferecer.

MINAS GERAIS – Ele já está separando pães e queijos quando chegamos a Minas Gerais, estado referência em café e responsável por grande parte da safra do país. A região de São Lourenço e Carmo de Minas é famosa pelo café mais exclusivo do mundo. Lá, o turista pode fazer um belo passeio pelas lavouras, acompanhar o processo de produção, degustar e até fazer um voo de balão sobre as plantações. Que tal um banho de café? Uma experiência única.

Em Patrocínio, município considerado o maior produtor de café do Brasil, os visitantes podem desfrutar de um café de alta qualidade. Nos últimos tempos, a região desenvolveu medidas para fortalecer o turismo, visando fomentar a produção e o consumo da bebida.

BRASIL – A capital federal não vive só de política. A cidade de Candanga, repleta de cafés com baristas premiados internacionalmente, tem um mapa afetivo dos cafés, elaborado pelo Instituto Federal de Brasília (IFB). No whole, o documento inclui 60 cafés, torrefações e quintas de produção que podem ser utilizadas por residentes locais e turistas. Entre eles está a produção dos cafés “Café Minelis” e “Terra Nativa”, localizados no Lago Oeste, no município de Sobradinho (DF).

No que toca a cafés, o “Café e um Cheiro” e o “Castália Artesanal” podem ser boas escolhas para quem quer fazer uma pausa para beber. Há também fazendas na região, como a “Novo Horizonte”, que oferece aos visitantes um passeio “do grão à xícara” com minicursos, visitas a plantações e torrefação de café.

RONDÔNIA – O quinto maior produtor de café do Brasil, Rondônia, aprovou recentemente a inclusão da Rota do Café no turismo estadual. No caminho estão os municípios de Cacoal, Nova Brasilândia do Oeste, Alta Floresta do Oeste e Alto Alegre dos Parecis, região que se destaca pela prática da cafeicultura. Segundo o governo do estado, esses municípios abrigam muitas famílias que atuam como produtores agrícolas no cultivo do café. O acesso dos turistas à cidade também permitirá a ampliação do trabalho dessas pessoas fundamentais para o desenvolvimento do estado.

EXPERIÊNCIAS NO BRASIL RURAL – O Ministério do Turismo também está trabalhando o café em várias rotas do país, como parte do projeto Rural Brazil Experiences. Entre eles estão: Rota do Café (SP), Rota Verde do Café (CE) e Rota Turística do Café e do Vinho (SP).

O projeto visa incentivar a estruturação de destinos e empreendimentos da agricultura acquainted ligados ao turismo, a partir da capacitação de empresários e produtores rurais para oferecer aos visitantes uma experiência inesquecível. Por fim, os participantes recebem apoio na apresentação de produtos e serviços ao mercado turístico, como bares, restaurantes, meios de hospedagem e lojas de artesanato.

Leave a Comment