Ministra Carmen participará do Fórum durante a 26ª Mostra de Cinema de Tiradentes-MG

Uma das presenças confirmadas é Cármen Lúcia, ministra do Supremo Tribunal Federal; cinco grupos de trabalho vão debater encaminhamentos estratégicos para formação, produção, divulgação, distribuição e preservação, sendo os resultados encaminhados ao novo Ministério da Cultura

Ao longo de 25 anos, a Mostra de Cinema de Tiradentes se consolidou como um espaço ímpar de formação, promoção, reflexão, exibição e divulgação do cinema brasileiro. Um trabalho coletivo, participativo, democrático, que sempre esteve à frente de seu tempo, atento às mudanças do setor audiovisual, seja no campo da tecnologia ou do lado de quem pensa, assiste e faz cinema. Um ambiente de encontro, criação de parcerias profissionais, inovações e tendências, interação crítica do cinema brasileiro.

Durante sua trajetória, presenciou o progresso, a transformação e a continuidade do cinema brasileiro, da economia brasileira.

A mostra Tiradentes viu nascer uma nova geração de realizadores e um instrumento que fomenta uma visão holística – um panorama que, ao mesmo tempo que revela fragilidades, também permite vislumbrar novos rumos. Foi pioneiro na criação da Mostra Aurora, segmento do programa que oferecia a aspirantes a diretores a oportunidade de se firmar no cenário audiovisual brasileiro e exibiu filmes instigantes e desafiadores com orçamento baixíssimo, incerto como produção de estrutura, mas com senso de provocação, deslocamento de sentidos e sensações, culto ao mistério e à alienação. Filmes de realizadores que já estrearam em formato digital e sob a influência da Web. Filmes que se destacam pelo timing, o que mostram e como mostram. Cinema brasileiro produzido hoje no Brasil.

E 26º Competition de Cinema de Tiradentes de 20 a 28 de janeiro, tem entre suas maiores novidades a implementação Fórum Tiradentes – Encontros com o audiovisual brasileiro, em cinco dias direto, de 21 a 25 de janeiro, que acontece em um cenário de grandes esperanças para um novo ciclo positivo de revitalização do setor audiovisual no país.

EIXOS TEMÁTICOS E GRUPOS DE TRABALHO

A dinâmica de trabalho propõe uma abordagem segmentada de criação, produção, distribuição, exibição e armazenamento de materiais audiovisuais, com os objetivos de identificar os pontos críticos de cada segmento, a legislação normativa do incidente e suas lacunas, além dos pontos considerados como atividades prioritárias no campo da promoção social, sempre tendo como foco a valorização das cadeias produtivas regionais e o reconhecimento de uma ampla gama de atores atuantes.

Comandada por Raquel Hallak, diretora do Universo Produção e coordenadora geral da Mostra Tiradentes, Mário Borgneth, cineasta, produtor e ex-secretário de assuntos audiovisuais, Alfredo Manevy, cineasta, produtor, professor e ex-secretário executivo do Ministério da Cultura, a participação de mais de 50 profissionais atuando em cinco grupos de trabalho – GTs do Fórum Tiradentes, coordenados por: formação de GT (Adrian Fresquet), Produção GT (Cynthia Bittar) Distribuição GT (Lia Bahia), Exposição/Divulgação do GT (Pedro Butcher) e WG manutenção (Hernani Heffner).

O Fórum Tiradentes tem como objetivo reexaminar a atual complexidade do setor audiovisual brasileiro para Suposições básicas apreciação DESCENTRALIZAÇÃO – em reconhecer o potencial das cadeias produtivas regionais; Diversidade – no reconhecimento das demandas dos diferentes segmentos que compõem a cadeia produtiva e na multiplicidade de formatos e linguagens audiovisuais; DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO – em reconhecimento à pujança econômica do setor dentro da economia cultural, com grande potencial de geração de empregos e renda, dada a complexidade associada à sua maior inserção afirmativa nos mercados nacional e mundial; pela DEMOCRACIA – reconhecer o audiovisual como ferramenta de expressão de opinião de diversos atores, a fim de fornecer referências básicas para o desenho de novas políticas públicas para o setor. .

“Os trabalhos dos grupos de trabalho serão discutidos em plenário aberto e consolidados em documento last a ser submetido ao novo Ministério da Cultura, liderado pela ministra Margareth Menezes, e aos órgãos e entidades representativas do setor”, acrescenta Borgneth. “O objetivo do Fórum é reunir um entendimento sistêmico da cadeia produtiva audiovisual para apresentar um diagnóstico atualizado e formular um conjunto de recomendações que possam sinalizar positivamente novas estruturas para a governança do setor, reunidas em o pressuposto estratégico: valorização dos 4 Ds: descentralização, diversidade, desenvolvimento econômico e democracia.”

Fortalece Borgneth: “Descentralizar significa pensar nas cadeias produtivas regionais, suas assimetrias, fortalezas e fragilidades, e assim perceber a atividade sistêmica do setor audiovisual; a diversidade refere-se às exigências de cada segmento de atividade, reconhecendo antes de tudo a transversalidade da cadeia como um todo, a transição entre o específico e o geral, bem como a diversidade interna do setor, que se multiplica na instrumentalização de diferentes tecnologias e linguagens audiovisuais e, finalmente, a democracia, que é elementary no sentido de reconhecer múltiplos protagonistas dentro da nova institucionalização que está surgindo.

“O Fórum reúne alguns movimentos e representações da sociedade civil, empresas culturais e gestão cultural que têm atuado na defesa do marco institucional e das conquistas históricas da distribuição audiovisual, exibição, proteção do nosso patrimônio; a universidade, o terceiro setor e a crítica de cinema”, enfatiza Alfredo Manevy.

OBJETIVO DO TRABALHO

Documente e salve para considerar um conjunto de insumos e recomendações resultantes do processo de organização do Fórum Tiradentes.

Carta de Tiradentes – um documento de orientação geral, elaborado de forma coletiva e transversal para sinalizar novos avanços e conquistas do setor em consonância com a reconstrução democrática do país

Conjunto de relatórios do grupo de trabalho com detalhamento do diagnóstico e propostas dirigidas a cada segmento da cadeia audiovisual.

Além da apresentação pública na 26ª Mostra de Cinema de Tiradentes, os documentos serão entregues ao Ministério da Cultura, Ancine e órgãos e entidades representativas do setor audiovisual

CONVIDADOS E PARTICIPANTES DO FÓRUM TIRADENTES

SESSÃO ABERTA

A sessão de abertura incidirá sobre questões relacionadas com a nova arquitetura institucional da Cultura e do Audiovisuu, aspetos relacionados com a legislação que regula e fomenta o setor, com destaque para a Lei Paulo Gustavo e a regulamentação dos serviços de streaming.

Convidados:

Alex Braga – Presidente da Ancine

Cármem Lúcia – Ministra do Supremo Tribunal Federal

Humberto Costa – Senador

Jandira Fegali – Deputada Federal

Joelma Gonzaga – Secretária Audiovisual

Leônidas Oliveira – Secretário de Estado da Cultura e Turismo de Minas Gerais

Márcio Tavares – Secretário Executivo do Ministério da Cultura

Małgorzata Menezes – Ministra da Cultura

Mediação: Mário Borgneth e Alfredo Manevy – coordenadores executivos do Fórum

1 – PARA TREINAMENTO

Coordenação: Adriana Fresquet

Participantes:

Alexandra Meleiro – Pesquisadora e gestora cultural

Edileuza de Souza – Professor e Cineasta

Edivan Guajajara – Ativista Native | Mídia da Índia

Helder Quiroga – Professor e cineasta

Maria Angélica dos Santos – Coordenador do Programa de Literatura Audiovisual

Tatiana Carvalho Costa – Professora e pesquisadora

2 – GT – PRODUÇÃO

Coordenação: Cintia Bittar

Participantes:

Afonso Orelha – Cineasta

Cibele Amaral Correia – Cineasta e líder político

Débora Ivanov – Produtora Audiovisual

Edivan Guajajara – Ativista Native | Mídia da Índia

William espoleta – Presidente | SINDAV

jussar Localização – Produtor cria vídeo | famoso

leonardo Edde – Produtor | SICAV

mariza Leão – um produtor de cinema

Rodrigo Antonio – Operador – Presidente da BUT

orvalho Alcântara – Mais mulheres

sara Silveira – um produtor de cinema

Takuma Kuikuro – Cineasta

vanya Lima – BOA

3 – GT – DISTRIBUIÇÃO

Coordenação: Lia Bahia

Participantes:

Ana Paula Sousa – Jornalista

Daniel Queiroz – Distribuidor | embaub

Felipe Lopes- Distribuidor | Filmes de demonstração

Jair Silva – Distribuidor

Talita Arruda – Distribuidor, pesquisador e curador

André Sturm – Produtor, cineasta, distribuidor e exibidor

Marco Aurélio Marcondes – Produtor e Distribuidor

4 – GT – EXPOSIÇÃO / TRANSMISSÃO

Coordenação: Pedro Bucher

Participantes:

Ademar Oliveira – Diretor de Programa | espaço de cinema Itaú

Álvaro Malaguti – Composto RNP

André Saddy – gerente geral | Canal Brasil

Ana Santos – Engenheiro de som e editor, proprietário e diretor do cineclube

aryanne ribeiro – Produtor e animador de cultura

Gonzaga de Luca – Professor e expositor | Cinépolis

Márcio Branco – Cineasta, professor e pesquisador | fórum do pageant

Mauri Palos – 14 bis

Vanessa de Araújo Souza – Produtor Executivo, Gerente de Projetos | canal curto

5 – GT – MANUTENÇÃO

Coordenação: Hernani Heffner

Participantes:

Daniel Giovanna – Professor universitário e cientista

Laura Bezerra- professora e pesquisadora

Lila Foster – Professor, pesquisador e conservador audiovisual

Raphael de Luna Freire – Professor, pesquisador e conservacionista

Vitor Graize – produtor e pesquisador

CRONOGRAMA

20 de janeiro de 2023 – sexta-feira, 19h 20h30 na Tenda do Cine

ABERTURA OFICIAL 26E MOSTRA TIRADENTES

Apresentação do tema “Cinema Mutirão”

Uma homenagem aos cineastas Ary Rosa e Glenda Nicácio

21 de janeiro de 2023 – sábado, 20h 11h30, no Cine-Teatro

SESSÃO DE ABERTURA DO FÓRUM TIRADENTES

21, 22 e 23 de janeiro de 2023 das 9h30 às 19h30 na Agência Senac

REUNIÕES DE

24 de janeiro de 2023 das 15h às 19h no Cine-Teatro

PLENÁRIA ABERTA AO PÚBLICO

25 de janeiro de 2023, às 14h30, no Cine-Teatro

ENTREGA DO DOCUMENTO GT E LEITURA DA CARTA TIRADENTES

FIM DAS ATIVIDADES FÓRUM TIRADENTES

Acompanhe o programa Cinema Sem Fronteiras 2023.

Junte-se A campanha #EufaçoaMostra

esta rede: mostratiradentes.com.br

Sem Instagram: @universoproducaoSem Youtube: Produção do universo

Sem Twitter: @universoprodsem fb: showhands / produção do universo

Sem LinkedIn: o universo da produção

* SERVIÇO

26e CINEMA TIRADENTES | 20 a 28 de janeiro de 2023

FÓRUM DOS TIRADENTES | ENCONTROS PELA MÍDIA AUDIOVISUAL BRASILEIRA | 21 a 25 de janeiro de 2023

LEI FEDERAL DE INCENTIVO À CULTURA

LEI ESTADUAL DE INCENTIVO À CULTURA

Patrocínio principal: INSTITUTO VALE DE CULTURA

Patrocínio: CBMM, ITAÚ, CIMENTO NACIONAL, CEDRO MINERAÇÃO, CSN, CEMIG/ GOVERNO DE MINAS GERAIS

Parceria Cultural: FECOMÉRCIO MG SESC SENAC, CASA DA MOSTRA, INSTITUTO UNIVERSO CULTURAL

Apoio, suporte: PREFEITURA DE TIRADENTES, EMBAIXADA DA FRANÇA NO BRASIL, NOVA ERA SILICON, REDE MINAS, RADIO INCONFIDÊNCIA, CANAL BRASIL, MISTIKA, CINECOLOR, THE END, DOT, NAYMOVIE, 02 PLAY, CTAV, FESTIVAL DE MÁLAGA/MAFF/MALAGA WIP

Idealização e implementação: UM UNIVERSO DE PRODUÇÃO

SECRETARIA DE ESTADO PARA DE CULTURA E TURISMO | GOVERNO DE MINAS GERAIS

SECRETARIA ESPECIAL DE CULTURA, DEPARTAMENTO DE TURISMO – GOVERNO FEDERAL | PÁTRIA AMADA BRASIL

PROGRAMAÇÃO GRATUITA

Leave a Comment