nutricionista dá dicas de como se preparar para a escola




Uma lancheira completa é basic para o aprendizado das crianças. Foto: Shutterstock

Foto: Guia de cozinha

As férias acabaram e é hora é hora de pensar nas lancheiras infantis. E esse é um ponto muito importante, pois a alimentação afeta muitos aspectos da vida da criança, principalmente na escola. Portanto, o perfect é sempre evitar o envio de biscoitos recheados, salgadinhos, sucos de caixinha ou refrigerantes.

Nesse movimento pela convivência com alimentos menos industrializados, surge uma nova categoria de merenda escolar: as lancheiras saudáveis. Nelas, os responsáveis ​​preparam refeições caseiras para as crianças enquanto estão na escola.

Se sua meta para 2023 é produzir alimentação mais saudável para crianças, Leia. Preparamos um materials especial junto com a nutricionista Milen Henriquez, que vai te ajudar a tirar suas dúvidas.

Atitude que importa

Muitas mães preocupadas com a alimentação começaram a produzir conteúdo para a web. Esse fenômeno cresceu tanto que flâmulas por exemplo, Casimiro começou a fazer vídeos reagindo às sugestões de refeições enviadas à escola.

E se você está acompanhando, já deve saber que as marmitas ficam esteticamente lindas em vídeos como esse. Mas olhar não é tudo. Além de lindas lancheiras, é importante entender a importância da alimentação para as crianças.

Então, se você quer começar a enviar lancheiras saudáveis ​​para seus filhos, o principal é implemente esse hábito antes de voltar para a escola. “Comece a oferecer alimentos que ele comeria na escola já em casa, que é sempre o primeiro lugar para “alimentar” o paladar da criança. Também vai dar a ele confiança, tranquilidade, motivação e interesse em querer comer esses alimentos a qualquer hora, onde ela estiver, inclusive na escola”, explica a nutricionista, que também é idealizadora do método Child Bohm de Garfo.

Outro conselho importante dado por um profissional: Entenda o efeito dos alimentos no organismo. O excesso de carboidratos, por exemplo, pode deixar as crianças agitadas. Esse comportamento pode fazer com que tenham dificuldade de concentração na escola devido à necessidade de gastar energia.

Mylene também comenta sobre enviar alimentos industrializados para sua lancheira. Eles não são banidos, desde que opções mais limpas com menos aditivos. Para encontrá-los nos supermercados, uma nutricionista recomenda ler os rótulos. “Quanto mais ingredientes você tiver, pior. Os três primeiros ingredientes não devem conter açúcar e gordura. E também uma grande quantidade de sódio, ou seja, mais de 150 mg por porção.

Como fazer a lancheira perfeita



Uma lancheira completa é fundamental para o aprendizado das crianças.  Foto: Shutterstock

Uma lancheira completa é basic para o aprendizado das crianças. Foto: Shutterstock

Foto: Guia de cozinha

Que tal preparar algo divertido, colorido e gostoso para a lancheira das crianças? A variedade de receitas é essencial quando se trata de merenda escolar. Além disso, segundo a nutricionista Milen Henriquez, há outras informações importantes a serem consideradas. Confira abaixo:

1) Considere o período na escola:

“Se ela ficar em tempo integral, mais grupos alimentares precisam ser levados em consideração. Se ela ficar meio período, o perfect seria uma refeição saudável, mas não necessariamente completa.“, afirma a nutricionista.

2) A inclusão de carboidratos é boa:

Ao pensar em uma lancheira, é importante saber que Os carboidratos são uma fonte de energia para o corpo.. Porém, não podem ser excessivos para que a criança não fique muito preocupada; nem ausente, então ela não se prostra, com sonolência e diminuição da energia.

Dê preferência à comida caseira ou artesanalcomo pães, bolos e biscoitos. Você pode substituir por farinhas sem trigo, como amêndoa, castanha e farinha de coco. Tudo isso vai melhorar o carboidrato e dar à criança, além de energia, outros nutrientes”, comenta a especialista.

3) As proteínas são fundamentais:

São construtores que trabalham juntos para que a criança cresça e se desenvolva de forma saudável. De acordo com Milen, o testemunho inclua alimentos como queijo, iogurte, carne moída em sanduíches, bolinhos, castanhas, leite puro, sardinha ou atum. Ela ainda recomenda evitar queijos muito amarelos e optar por iogurtes com menos ingredientes por serem os mais naturais.

4) Não se esqueça das frutas:

Eles são um grupo importante para garantir que a criança receba as vitaminas e minerais de que necessita. A melhor opção é variar, pois cada um será rico em um grupo de nutrientes. “Vale envolver a criançada de casa na expectativa daquela frutapor exemplo, contar histórias que envolvam frutas, cantar músicas para que quando a criança vier para a escola tenha vontade de comê-las. Outra dica bacana é desenhar sobre eles com canetas especiais”, aconselha a nutricionista.

5) Líquidos não podem faltar:

“Temos a mania de achar que criança precisa tomar suco de fruta, e isso é um mito”, admite Mylene, já que essa não é a melhor forma de oferecer frutas. “Muitas vezes ingerimos muita fibra e reduzimos a quantidade de nutrientes.” Recomenda-se sempre enviar muito água na lancheira para hidratação ou água de coco, menta ou chá de camomila.

E aí, gostou das dicas de como preparar uma merenda saudável para a escola? Então compartilhe esse conteúdo com outras mamães e cuidadoras que vão adorar!

+O melhor conteúdo no seu e-mail gratuitamente. Escolha a sua publication Terra favorita. Clique aqui!

Leave a Comment