O que fazer no fim de semana em Forlì e arredores

Depois, há vários compromissos com a comédia dialetal e a música, que entre os protagonistas vê Sara Piolanti de Forlì e, com a saída de ‘I pomeriggi del vidro’, dois artistas com experiência internacional: Alessandro Fariselli no sax tenor e Stefano Nanni no piano. As antiguidades estão de volta ao centro e os particulares na Feira com ‘Comerciantes por um dia’, juntamente com encontros com cinema e arte em todas as suas vertentes. Aqui estão os eventos locais de sexta a domingo.

Teatro e arredores

A temporada de prosa do Teatro Diego Fabbri em Forlì continua na sexta, sábado e domingo com comédia Para que servem esses quatros? de Armando Curcio, interpretado por Nello Mascia, Valerio Santoro, Salvatore Caruso, Loredana Giordano, Fabrizio La Marca e Ivano Schiavi. A direção é de Andrea Renzi. Como de costume, os intérpretes da comédia se encontrarão com o público no Teatro Ridotto no sábado. Novamente no Ridotto del Fabbri, os encontros com os autores voltam na sexta-feira com Roberto Mercadini que apresentará seu livro Engenho e escuridão: um narrador excepcional que, com uma verve invulgar, sabe reviver, desgrenhados e muito humanos, os protagonistas do passado e, através de vislumbres nunca previsíveis, transporta os leitores directamente para o coração de uma época que nunca deixará de surpreender. Ainda na sexta-feira, no Salão Paroquial “Stefano Garavini” de San Martino em Villafranca, para a sexta revista “Quatar sbacarêdi cun e’ nòstar dialet”, a Compagnia dei Giovani de Encerramento Aps de Imola apresentará a comédia dialetal “Minha esposa Vedva”três atos de Lucchini e Palmerini, dirigidos por Luciano Famè. A tradição do teatro dialetal também retorna ao Teatro Comunale de Predappio: no sábado, a Compagnia D’La Parocia de Carpena traz ao palco “Um prit no neva”uma história que se passa no closing dos anos 60, início dos anos 70, em uma casa de campo de um padre, onde um casal de amigos com suas esposas se encontram para resolver um problema acquainted. Após a pausa para as férias de Natal, o projeto “Educando paisagens. Caminhos de conhecimento do território” também retoma: na sexta-feira Ugo Foscolo Foschi do Museu Ornitológico “Ferrante Foschi” e Stefano Gotti realizarão uma conferência intitulada “Flora e fauna da área de Forlì entre planícies e colinas”.

Na música

O recital-concerto sobre Tangentopoli, visto do Bildungsroman, chega na sexta-feira ao clube cultural La Rimbomba di BertinoroOitavo nível’ de Giuseppe Viroliator, autor e professor de teatro de Cesena. Mesmo native no sábado para o present de blues com o cantor e compositor de Forlì Sara Piolanti, juntamente com o guitarrista Marco Vignazia. Domingo começa ‘As tardes do copo’, o tradicional evento de inverno que começa no Grand Resort Terme della Fratta com “Exemplos rentáveis ​​de vício e virtude”espetáculo de poesia de e com o veneziano Tiziano Scarpa que será seguido do momento musical com dois artistas de experiência internacional: Alessandro Fariselli no sax tenor e Stefano Nanni no piano.

Mercados e feiras

Após as férias de Natal, no sábado sob as arcadas da Piazza Saffi em Forlì, como todo segundo sábado do mês, o tradicional encontro com o feira de antiguidades: artesanato, usados, reutilizações e curiosidades, objetos e lustres, mobiliário, livros e banda desenhada, discos, colecionáveis, arte classic e moderna com muitas oportunidades, curiosidades e memórias do passado a descobrir nos balcões expositores. Também retorna à Feira de Forlì Comerciantes por um diao compromisso com economia e compras úteis e inteligentes. No domingo, os pavilhões da by way of Punta di Ferro abrirão para o evento totalmente e exclusivamente dedicados a pessoas físicas sem IVA, associações e instituições de caridade que, durante um dia inteiro, poderão vender, comprar ou trocar bens e produtos que ter.

O presépio animado em Predappio

Você ainda pode visitar o berço cheio de animações e efeitos de luz, montados nas galerias do histórico museu da adega sob o Ca’ De Sanzves em Predappio Alta, que substitui o tradicional presépio nas cavernas de Zolfatara, criado pelo diretor de cinema e escultor Davide Santandrea.

dia aberto

Domingo o Circolo Aurora de Forlì abre suas portas para a cidadeapós a apresentação das inúmeras atividades que o Clube realiza atualmente, seguir-se-á uma visita guiada às instalações do Palazzo Albicini, conduzida por Simona Palo. Também a associação de promoção social Quadrinhos de Alambiqueque visa promover os quadrinhos e criar novas histórias em quadrinhos, apresentará o novo ano de atividade no sábado, no Spazio Santa Lucia em Forlì.

Cinema

A Sala San Luigi iniciou o novo ano com a exibição do filme de ação “Diabolik – Ataques de Ginko!”segunda obra dos irmãos Manetti, na tela sexta e domingo. No sábado e domingo chega o novo filme de Philip Barantini, “Ponto de ebulição”ambientado em Londres.

arte completa

A exibição “Forlì 1944, um bloodbath comum”está exposta na Fundação Alfred Lewin em Forlì: através de documentos burocráticos, recortes de jornais, diários e cartas particulares e fotografias, a exposição narra as etapas de uma perseguição, que começou com as leis raciais alemãs de 1935, continuou com as italianas de 1938 , que levou dezoito judeus a se encontrarem, em setembro de 1944, na Itália presos na prisão de Forlì, onde na véspera da libertação da cidade serão massacrados perto do aeroporto. A exposição fotográfica é visível na sede do Bispado “As cem igrejas de Forlì” curadoria de Gianfranco Argnani, Mauro Mariani e Gabriele Zelli. A exposição é acompanhada por um catálogo que no prefácio, intitulado “As cem igrejas de Forlì. Quantas histórias e que história!”, destaca principalmente a importância das igrejas antigas para o desenvolvimento da cidade de Forlì e seu território. Como parte da exposição, Sábado, a partir da Igreja de Santa Maria in Schiavonia, será realizada a terceira caminhada da revista “De igreja em igreja”.A exibição “Histórias e Imagens” em vez disso, pode ser visitado na galeria de arte contemporânea “Vero Stoppioni” em Santa Sofia, que novamente este ano acolhe uma exposição dedicada ao arquivo fotográfico Valbonesi, adquirido em 2001 pelo Município de Santa Sofia e composto por cerca de 100.000 imagens. Também em Santa Sofia, o centro de visitantes abriga “O conhecimento das mãos. Engenhosidade, competência e criatividade dos Apeninos no parque nacional dos Bosques de Casentino”um projeto dedicado ao patrimônio materials e cultural de sucessivas gerações de homens e mulheres. “Os povos do Parque” reúne muitos anos de trabalho de pesquisa etnográfica na área agora incluída na área protegida. “Dancing on the Edge ou The Anthropocene Epoch” é o título da exposição de Luciano Paganelli montada no Museu Arqueológico de Forlimpopoli a partir de sábado: em exibição uma grande obra, composta por vários painéis, para refletir sobre o destino da humanidade neste dramático momento histórico; a reflexão do artista, observador atento do seu tempo, leva-o a concluir que estamos todos a dançar à beira do abismo, retratando a humanidade numa espécie de tópica “Dança Macabra”. Também em Forlimpopoli, o Pavilhão de Exposições da Piazza Fratti recebe o mostra coletiva sobre qualquer assunto pela associação Amici dell’Arte: serão mais de trinta obras, aquarelas e óleo sobre tela.

Leave a Comment