O restaurante Common do Fonseca deverá ser entregue à tarde

O novo restaurante fashionable que a Câmara Municipal está a construir no Fonseca deverá entrar em funcionamento no segundo semestre deste ano. Na manhã desta terça-feira (17), o prefeito Axel Grael visitou a fábrica na Alameda São Boaventura, zona norte da cidade. O restaurante terá cerca de 200 lugares sentados e capacidade para servir 2.000 refeições por dia. O município vai investir cerca de 5,2 milhões de reais por ano na unidade.

O bloco abrigará a primeira escola de gastronomia fashionable do estado.

Segundo o prefeito, a iniciativa visa ampliar o acesso à alimentação de qualidade em Niterói e garantir a segurança alimentar da população. “Este restaurante está se preparando para oferecer boa comida para as pessoas que mais precisam. Em Niterói já temos um Restaurante Common no Centro que atende a um grande número de pessoas. E agora teremos um restaurante aqui, que ficará ainda maior e poderá atender mais pessoas. Além disso, teremos aqui uma escola gastronômica, que vai formar especialistas para trabalhar em restaurantes e bares. A ideia é que, além da alimentação, possamos oferecer inclusão social por meio desses cursos.”declarado Axel Grael.

Vamos aumentar o número de refeições servidas diariamente, e o restaurante também será uma opção para que pessoas de outras regiões, principalmente da Zona Norte, não precisem se deslocar até o Centro para comer uma comida saborosa e com preço acessível.

Segundo o presidente da Empresa Municipal de Habitação, Urbanismo e Saneamento (Emusa), Paulo Cesar Carreraa obra compreende dois pisos com uma área complete de 1200 m². “No momento, já concluímos toda a etapa hidráulica e elétrica da obra e estamos na fase closing. Também verificamos todo o telhado. Quanto ao prolongamento, que será construído totalmente de raiz, já fizemos estacas, blocos de coroamento e fundações. Agora vamos escalar os pilares e vigas. Tivemos alguns acréscimos de serviço, por exemplo, a fundação, que teve que ser feita em estacas. Também tivemos mais demolições do que o esperado, mas as obras devem ser entregues no início do segundo semestre deste ano.”esses.

Foto: Bruno Eduardo Alves

Assim como o Centro, o Fonseca oferecerá alimentação de qualidade a preços simbólicos de R$ 2 no almoço e R$ 0,50 no café da manhã. O cardápio será variado e elaborado por nutricionistas. O bloco terá cozinha industrial e educacional, sala de aula, auditório, recepção, refeitório e varanda.

Secretário Municipal de Assistência Social e Economia Solidária, Elton Teixeira, responsável pela gestão dos restaurantes populares de Niterói, destacou a importância da expansão do projeto. Ele também revelou que o native vai sediar a primeira Escola de Educação em Gastronomia Common do estado, onde jovens e adultos podem se qualificar profissionalmente para o mercado de trabalho e empreendedorismo com diversos cursos de gastronomia, panificação e bar e restaurantes. “Viemos ver como estão as obras desse novo equipamento, de extrema importância para a população, não só de Niterói, que considera o restaurante fashionable uma opção saudável e econômica para comer pelo menos duas vezes ao dia. Além disso, o espaço será multifuncional, com gastronomia e outros cursos que vão capacitar a população e gerar renda, tirando muitas famílias da situação de insegurança social.”ele apontou.

Elton destacou que o Restaurante Common está ajudando a aumentar a segurança alimentar da população, principalmente neste período em que 33,1 milhões de pessoas no Brasil não têm comida na mesa. Dados retirados de uma pesquisa recente realizada pela Rede Brasileira de Pesquisa em Soberania e Segurança Alimentar (PENSSAN).

Também estiveram presentes no restaurante Common do Fonseca o secretário executivo do município, Bira Marques; o secretário municipal de obras, Vicente Temperini; Secretário Municipal de Direitos Humanos, Rafael Adonis; Secretário Municipal de Participação Social Anderson Pipiko; Secretário Municipal Adjunto de Segurança Alimentar, Igor Barcellos; Secretária Municipal Adjunta de Assistência Social, Daniele Murta; Maicon Carlos, secretário municipal adjunto de Economia Solidária; Deputada Executiva Municipal Amanda Pinheiro; Vice-Ministra Municipal do Planejamento, Orçamento e Administração Ana Clara Pino; a deputada estadual Verônica Lima; e agentes da administração regional do Fonseca.

Foto: Bruno Eduardo Alves

Restaurante Cidade Jorge Amado

Embora o restaurante Cidadão Jorge Amado, no centro de Niterói, não seja de responsabilidade da prefeitura, ele foi assumido pela prefeitura em 2017, após seu fechamento. Depois que a Prefeitura reabriu o restaurante, o Common do Centro já serviu 3 milhões de refeições. O equipamento atende em média 2.000 refeições por dia e mais de 500.000 por ano. O estabelecimento está aberto de segunda a sexta-feira, das 6h00 às 9h00 ao pequeno-almoço e das 10h00 às 15h00 ao almoço.

Uma pesquisa realizada com clientes regulares em 2021 mostra que 40,2% dos clientes regulares estão desempregados. A pesquisa também mostrou que 47,7% são moradores de outros municípios, sendo 31,8% de São Gonçalo, 4,7% da cidade do Rio de Janeiro, 3,7% de Itaboraí e 3,7% também de Maricá. O estudo também incluiu moradores da Mesquita, San Fidelis, Kissama e até São Paulo.





Leave a Comment