Os 6 castelos do Alentejo amados pelos espanhóis

Descubra o grande elogio que um conceituado web site de viagens internacional tem feito aos castelos do Alentejo.

Nosso país tem uma longa história com muitas atrações incríveis. Entre os mais populares estão os vários castelos espalhados pelo país. O encantador Alentejo fica muito perto da fronteira com Espanha.

Por isso, o web site espanhol Traveller dedica muita atenção a esta região, que, além dos castelos, também tem pequenas aldeias que parecem ter parado no tempo. Castelos imponentes costumam ser o ex libris de aldeias (ou cidades) que se repetem. A beleza do inside alentejano é descrita pelos espanhóis como “intemporal”.

O artigo do Traveller defende ainda que motivos não faltam para visitar o Alentejo. Para além das aldeias pitorescas e dos encantadores castelos que parecem saídos de um conto de fadas, destacam-se a proximidade a Espanha e a gastronomia.

Descubra os elogios generalizados que um conceituado web site de viagens internacional tem feito aos castelos alentejanos.

Os 6 castelos do Alentejo amados pelos espanhóis

Castelo de Marvão – Os 6 castelos preferidos dos espanhóis no Alentejo

1 – Castelo de Marvão

O web site espanhol defende que “muitos consideram Marvão a vila mais bonita do Alentejo”. A vila de Marvão ergue-se num majestoso promontório. O centenário castelo de Marvão parece fundir-se na encosta com paredes de granito e está a 862 metros acima do nível do mar.

As pequenas casas caiadas são encantadoras. Passear pelas ruas de Marvão é uma experiência inesquecível. Existem vários pontos turísticos incríveis, como as igrejas do século XV.

Subindo ao topo do Castelo de Marvão podemos “observar a privilegiada vista panorâmica sobre o Parque Pure da Serra de São Mamede”. O web site espanhol também recomenda a presença no widespread Competition Internacional de Música de Marvão.

Castelos do Alentejo
Castelo de Mértola – Os 6 castelos preferidos dos espanhóis no Alentejo

2 – Castelo de Mértola

Este imponente castelo ergue-se bem acima das colinas do Vale do Guadiana. O Castelo de Mértola foi declarado Monumento Nacional há mais de 100 anos. Embora a construção deste castelo tenha começado no século X, este monumento tem várias influências.

O Castelo de Mértola apresenta uma mistura de estilos, nomeadamente o Românico e o Gótico. No entanto, as fundações romanas e árabes ainda se destacam. A igreja é uma atração native imperdível. No passado, este templo period uma mesquita. Mértola é testemunha de uma herança islâmica que torna ainda mais bonita e interessante a encantadora vila caiada de branco.

Castelos do Alentejo
Castelo de Beja – Os 6 castelos preferidos dos espanhóis no Alentejo

3 – Castelo de Beja

Beja é descrita como “a cidade mais importante do Baixo Alentejo” pelo web site espanhol. Beja fica no meio da planície. A paisagem native caracteriza-se pela sua cor dourada dada pelos campos de trigo espalhados pela região.

Beja mostrou-se capaz de se adaptar aos tempos. Esta visão mais recente está presente nas obras modernas do famoso escultor Jorge Vieira (como as árvores vermelhas) ou na galinha do artista Bordallo II. Estas obras podem ser vistas no passeio de uma das ruas mais emblemáticas de Beja.

O património native é bastante rico, com elementos que remontam à Idade do Ferro. No entanto, o castelo medieval de Beja é a atração principal. A Torre Menagem é uma atração icônica da cidade. Tem 42 metros de altura, tornando-se a torre mais alta do país. Subir a torre oferece uma vista impressionante.

A fechadura acaba por ser um Bom trabalho da arquitetura militar gótica européia. Esta obra se completa com uma muralha que preserva 28 de suas torres. A muralha circunda o centro histórico da cidade. Um mercado tradicional realiza-se aos sábados no centro histórico de Beja.

Castelos do Alentejo
Castelo de Monsaraz – Os 6 castelos preferidos dos espanhóis no Alentejo

4 – Castelo de Monsaraz

Monsaraz tem um património de grande qualidade. Sua riqueza é impressionante. Monsaraz revela-se “uma das vilas medievais mais bem preservadas da região portuguesa”.

Um passeio pelas ruas e vielas de Monsaraz equivale, assim, a uma viagem no tempo ao velho Alentejo. Do lado espanhol também se destaca a gastronomia e o artesanato.

A oportunidade de subir ao topo do Castelo de Monsaraz permite desfrutar de uma vista deslumbrante sobre a albufeira do Alqueva. Este castelo do século XIII também permite contemplar terras espanholas. A fronteira fica a apenas 15 quilômetros de distância. A fortaleza também inclui uma praça de touros especial.

Leia também:

Castelos do Alentejo
Castelo de Vide – Os 6 castelos preferidos dos espanhóis no Alentejo

5 – Castelo de Vide

São vários os motivos para visitar este native. Castelo de Vide é a atração principal. No entanto, existem outros pontos turísticos imperdíveis. Além do castelo medieval, destacam-se as casas entronizadas na colina e as ruas associadas.

Passear por aqui é uma experiência maravilhosa. A subida ao castelo garante uma vista panorâmica inesquecível e encantadora. O bairro judeu deste país é muito widespread. Este é o native mais bem preservado do gênero no país. Este bairro judeu mantém uma sinagoga.

Algumas das salas encontradas na fortaleza foram transformadas em museus. Esses espaços culturais possuem importantes vestígios históricos. Um dos destaques é o Centro de Interpretação Megalítica. Outro espaço cultural relevante é o Museu de História e Arquitetura Militar.

Dentro do recinto também é possível visitar a Casa do Cidadão Salgueiro Maia. Esta sala enfoca o lutador que teve grande importância durante a Revolução dos Cravos. Pure da cidade, Salgueiro Maia foi uma personalidade que deixou o povo do seu país com profundo orgulho.

Castelos no Alentejo
Castelo de Estremoz – Os 6 castelos preferidos dos espanhóis no Alentejo

6 – Castelo de Estremoz

O Castelo Branco de Estremoz “é um native quase místico para muitos portugueses”. É assim que o web site espanhol descreve esta construção. Neste native, que é uma referência para os viajantes, é mencionado que a Rainha Isabel de Portugal aqui morreu em 1336.

A Rainha Isabel foi canonizada em 1625. Esta mulher de Aragão period filha de um rei. Casou-se com D. Dinis I de Portugal e tornou-se Rainha de Portugal. Este rei português period um homem dedicado à cultura. Dinis I foi uma pessoa que deixou um legado importante. Além de compositor e poeta, foi também o fundador da Universidade de Coimbra.

D. Dinis criou o belo palácio para a Rainha Isabel. As torres da fortaleza teriam sido construídas com materials das pedreiras próximas à cidade. Deste native é possível desfrutar de uma vista incrível que destaca o mar de vinhedos da região.

Leave a Comment