Por que a dieta mediterrânea ainda é considerada a melhor do mundo