Sanremo 2023, primeira conferência de imprensa. Coletta e as diferenças entre Madame e Remigi/Montesano, Amadeus esclarece sobre Toffanin e fala sobre contraprogramação

Amadeo

Primeira conferência de abordagem para o Competition de Música de Sanremo 2023. Além de ouvir as canções dos grandes nomes (aqui as notas da primeira audição), reservadas a jornalistas, Amadeus e o diretor Stefano Coletta Eles responderam a algumas perguntas. Estes são os temas que eles abordaram e o que eles disseram.

Contraprogramação Mediaset

Stefano Coletta: “Nós fazemos o Competition e realmente não devemos nos distrair com o que está acontecendo ao nosso redor. Obviamente haverá legitimidade na escolha do grupo Mediaset, mas jogamos o nosso jogo com muita serenidade”. E ainda: “As avaliações do ano passado foram extraordinárias e quero dizer que Amadeus traz grandes surpresas”.

Amadeus: “É claro que uma contraprogramação algo pode te levar. Mas temos que fazer a nossa coisa (…). Seria um erro pensar em estabelecer a meta de somar um ponto a mais do que no ano passado. Temos que jogar bem, temos que fazer jogadas importantes, mas levando em conta o gosto.”

madame caso

Amadeus: “Nada muda em relação às minhas últimas declarações. Seria um grande erro expulsar Madame do Competition de Sanremo. Haverá uma investigação (…). Exclui-se que ela possa retirar ou mandá-la sair (…) Em 2021 ela seguiu o protocolo”.

Coletta sobre a diferença entre os casos Madame e Remigi, Montesano e Morgan: “A situação jurídica de Madame está sendo investigada. Para Montesano e Memo Remigi, as imagens falam por si por falta de respeito pelo público e pelos critérios fundantes do serviço público. Parece-me que estamos em uma posição diferente, não sabemos como as coisas foram com relação à senhora, nos outros casos havia evidências claras.” Coletta, por outro lado, não se lembrava da desqualificação de Morgan pela droga. entrevista.

Ao banheiro

Amadeus: “Albano gostaria de participar da competição todos os anos. Ele tinha me falado de novo esse ano (…). Então tive esta ideia… Propus ao Albano ainda antes do Massimo e do Gianni, e o Albano disse-me: ‘Gosto mais desta ideia’”.

O número de músicas aumentou para 28.

Amadeus: “Acho muito difícil excluir algumas músicas (…) Este ano aumentei os jovens, podia ter reduzido os grandes nomes mas não consegui, pelo contrário Eu queria chegar aos 30, então pensei que eles iam me matar! Acho que o público vai gostar mesmo que escureça. Os resultados mostraram que o público nos acompanha até as 2h da manhã.”.

Vespa e Zelensky

Amadeus declara que não sabia que Vespa teria anunciado Zelensky em Sanremo ontem. A fala do presidente ucraniano deve ser gravada (mais informações aqui).

COVID-19

Amadeus: “Sempre haverá atenção (…). Não me apetece excluir um cantor de uma competição se tiver apanhado o Covid ou o australiano. Vamos esperar que todos estejam bem.”

Quarto endereço da Amadeus

O motorista: “Estou mais tranquilo. No quarto ano conheço o carro mas todos os anos me dá novas sensações. Deveria ser mais parecido com o primeiro ano em que não houve Covid.”

mulheres e monólogos

Amadeus: “Cada um deles tem whole liberdade. Quando entro em contato com as mulheres, dou a elas whole liberdade.. Cada um deles quase me oferece um monólogo, ela diz ‘Gostaria de chamar a atenção para esse aspecto’ (…) Este ano voltou a acontecer. Estoy feliz de que personalidades femeninas, incluso diferentes, suban al escenario y tengan el placer de decir lo que desean”. Preguntado por un posible tratamiento de lo que está pasando en Irán, Amadeus responde: “Lo estamos pensando y no podría ser de otra Maneira”.

Praça Colon

A Amadeus anunciará em seu TikToka ser publicado na manhã de quarta-feira, os 5 artistas que se apresentarão na Piazza Colombo em Sanremo.

Arisa rejeitada com La Vita Splendida

Amadeus comenta a exclusão de Arisa, ocorrida no passado, com a canção La Vita Splendida, posteriormente cantada por Tiziano Ferro: “Aquela canção interpretada por Arisa, Achei que não period de Arisa. (…) Acho essa música linda interpretada pelo autor porque tem uma característica clara do autor. Não podemos saber como teria sido se Arisa tivesse feito isso.”

Spoiler do texto Jorge

Amadeus: “Não há malícia, não há nada. Sou como o Orsato, só apito a falta se for clara e intencional.”

Silvia Toffanin em Sanremo

Amadeus: “Vamos falar sobre quem estará em Sanremo. Não quero voltar ao assunto, a explicação já está aí. Claramente houve um processo no primeiro ano, não houve candidatura este ano. Nos conhecemos há 30 anos com a Graziella (agente do Toffanin, ndDM), eu tinha lido alguns boatos em um web site sobre o Toffanin em Sanremo e eu mandei uma mensagem para ele com a escrita “Por que você aceitaria?” e a cara que ri, como se dissesse… Ela respondeu ‘Acho que não, não sei porque saiu essa notícia’. Eu faço convites oficiais de forma diferente, não com uma mensagem de emoticon de carinha sorridente. Quando convido alguém, faço isso pessoalmente.

escolha de peças

A primeira peça que chegou foi L’addio dei Coma Cose que Amadeus ouviu durante todo o verão.

Shari / Salmo

Amadeus ao jornalista que levantou a hipótese de uma ligação entre a entrada de Shari nos grandes nomes e a condução de Salmo: “Quando ouvi a segunda música de Shari gostei, depois fiquei sabendo dos autores. Se você (dirigiu-se ao jornalista, ndDM) está pensando que Eu escolho Shari para ter Salmo no navio é algo que não me pertence“.

ausência Fiorello

Amadeus: “Eu sempre gostaria de ter Rosario em Sanremo, mas a decisão é dele. Hoje ele fez uma piada: Sou a tua Shakira, ofereci-te o Ariston e escolheste uma bebida! De qualquer forma, sinto-o igualmente próximo, mesmo que não venha a Sanremo.”

Humoristas

O motorista declara que no momento não há convidados cômicos “então vamos ver o que acontece daqui até Sanremo, nunca diga nunca”.

convidados

O jornalista que rotula como ‘bolliti’ em Black Eyed Peas, Amadeus responde: “Falar de cozido é um palavrão de um jornalista musical… Não existe cantor cozido, existe cantor que tem seu jeito, que é querido pelo público (…) eles são ótimos”. Ao mesmo tempo sobre convidados internacionais especifica: “Não fechei os anúncios. Pode haver outro nome internacional, espero que sim.“. Outros convidados esportivos não são esperados, muito menos Federer.

Donna

Amadeu: “Ferragni é uma garota muito forte, uma empreendedora digital que nem preciso contar, eu pessoalmente a convido todos os anos, ela é uma menina famosa no mundo. Eu gosto que as pessoas possam ver no palco e não no celular. Fagnani é muito forte, me fascina, gosto desse jeito de fazer jornalismo, que os jovens gostam muito, direto, franco, sem arrogância”. Sobre Paola Egonu por outro lado: “Todo ano penso em um nome esportivo, é uma menina muito sensível, gostaria que ela contasse sua história…”. Sobre Chiara Francini: “Eu queria uma atriz, há muito tempo venho pensando nela e fico feliz que ninguém a tenha falado, quase sempre Escolho nomes que não leio nos jornais. Atriz de teatro, atriz de cinema, dizem que algo de seu espetáculo teatral não chega ao palco de Ariston.

Artigos que podem te interessar

Leave a Comment