Você tem camélias com seu nome de família? Esta é a época da floração – Portugal

O jardim de camélias knowledge de meados do século XIX com espécies da China e do Japão.

Camélias no Parque da Pena

Parque da Pena – @PSML/José Marques Silva

créditos: andarilho.pt

” data-title=”Camélias no Parque da Pena – Você tem uma camélia com o nome da sua família? Este é o momento de ver florescer – SAPO Viagens”>

Parque da Pena – @PSML/José Marques Silva créditos: andarilho.pt

No contexto de uma variedade de plantas, as camélias distinguem-se pela sua cor.

Camélias no Parque da Pena

créditos: andarilho.pt

” data-title=”Camélias no Parque da Pena – Você tem uma camélia com o nome da sua família? Este é o momento de ver florescer – SAPO Viagens”> Camélias no Parque da Pena

créditos: andarilho.pt

Conforme descrito por Elsa Isidro, arquiteta paisagista, “Eles podem ser todos brancos, em tamanhos diferentes, rosa, rosa profundo, quase vermelho. Existe uma grande variedade de tons. Violetas… podem ser riscadas, manchadas, manchadas… infinitas possibilidades.”

Camélias no Parque da Pena

Parque da Pena – @PSML/José Marques Silva

créditos: andarilho.pt

” data-title=”Camélias no Parque da Pena – Você tem uma camélia com o nome da sua família? Este é o momento de ver florescer – SAPO Viagens”> Camélias no Parque da Pena

Parque da Pena – @PSML/José Marques Silva créditos: andarilho.pt

O rei D. Fernando II period o padroeiro do jardim e muitas variedades “foram introduzidas no Palácio da Pena com os nomes da família actual. O próprio rei Fernando II dedicou duas camélias. Um como Rei de Portugal e outro como rei artistao cognome pelo qual ficou conhecido.

Camélias no Parque da Pena

Parque da Pena – @PSML/José Marques Silva

créditos: andarilho.pt

” data-title=”Camélias no Parque da Pena – Você tem uma camélia com o nome da sua família? Este é o momento de ver florescer – SAPO Viagens”> Camélias no Parque da Pena

Parque da Pena – @PSML/José Marques Silva créditos: andarilho.pt

Temos também algumas figuras importantes da história de Portugal como o rei D. Afonso Henriques ou Luís de Camões.”

Camélias no Parque da Pena

Elsa Isidro arquiteta paisagista no Parque da Pena

créditos: andarilho.pt

” data-title=”Camélias no Parque da Pena – Você tem uma camélia com o nome da sua família? Este é o momento de ver florescer – SAPO Viagens”> Camélias no Parque da Pena

Elsa Isidro arquiteta paisagista no Parque da Pena créditos: andarilho.pt

Elsa Isidro é arquiteta paisagista do Parque da Pena e conhece os jardins ao pormenor. Em specific, o Jardim das Camélias perto do Tanque dos Frades, uma área originalmente utilizada como produção agrícola para os monges Jerónimos.

Camélias no Parque da Pena

créditos: andarilho.pt

” data-title=”Camélias no Parque da Pena – Você tem uma camélia com o nome da sua família? Este é o momento de ver florescer – SAPO Viagens”> Camélias no Parque da Pena

créditos: andarilho.pt

“Fernando II encontrou aqui um native que tinha a exposição photo voltaic e a presença de água necessária para transformar este espaço num native aprazível para construir um jardim.
Transformou este vale em socalcos ocupados por camélias.

Camélias no Parque da Pena

créditos: andarilho.pt

” data-title=”Camélias no Parque da Pena – Você tem uma camélia com o nome da sua família? Este é o momento de ver florescer – SAPO Viagens”> Camélias no Parque da Pena

créditos: andarilho.pt

Progressivo. Foram introduzidos novos tipos de cultivares de camélias, bem como espécies arbóreas que acompanham e enquadram a coleção.

Camélias no Parque da Pena

créditos: andarilho.pt

” data-title=”Camélias no Parque da Pena – Você tem uma camélia com o nome da sua família? Este é o momento de ver florescer – SAPO Viagens”> Camélias no Parque da Pena

créditos: andarilho.pt

Com um fantástico fundo de sequóias, fetos e muitas outras espécies, as camélias dominam a paisagem nesta altura do ano devido à floração e porque algumas são muito grandes, crescem naturalmente e não foram podadas.

Camélias no Parque da Pena

créditos: andarilho.pt

” data-title=”Camélias no Parque da Pena – Você tem uma camélia com o nome da sua família? Este é o momento de ver florescer – SAPO Viagens”> Camélias no Parque da Pena

créditos: andarilho.pt

“Mas o que torna esta compilação mais interessante é o número de variedades. No Parque da Pena já identificámos 3982. São plantas desenvolvidas por jardineiros na segunda metade do século XIX como presentes para a família actual, bem como para famílias nobres e abastadas.

Seria um sinal de riqueza e prosperidade para as famílias que tivessem variedades em seus jardins com os sobrenomes dos filhos associados a essas plantas.”

O registro internacional existe desde o século XIX, quando começou o cultivo e o desenvolvimento de variedades de camélia. No Parque da Pena alguns estão sinalizados de acordo com este registo.

“As já identificadas por nós têm uma placa verde identificando o nome da variedade registrada na Sociedade Internacional de Camélias.”

Camélias no Parque da Pena

créditos: andarilho.pt

” data-title=”Camélias no Parque da Pena – Você tem uma camélia com o nome da sua família? Este é o momento de ver florescer – SAPO Viagens”> Camélias no Parque da Pena

créditos: andarilho.pt

Se caminharmos pelo Parque da Pena, encontraremos outros exemplares de camélias, sobretudo junto a vales e cursos de água.

Camélias no Parque da Pena

créditos: andarilho.pt

” data-title=”Camélias no Parque da Pena – Você tem uma camélia com o nome da sua família? Este é o momento de ver florescer – SAPO Viagens”> Camélias no Parque da Pena

créditos: andarilho.pt

Há também a curiosa história de uma tentativa de plantar chá de um gênero de camélias (Camélia sinensis) no Alto do Chá.

“D. Fernando aceitou fazer em 1875 uma experiência com cem plantas reproduzidas a partir das sementes das plantas de chá Gorreana dos Açores.

Camélias no Parque da Pena

créditos: andarilho.pt

” data-title=”Camélias no Parque da Pena – Você tem uma camélia com o nome da sua família? Este é o momento de ver florescer – SAPO Viagens”> Camélias no Parque da Pena

créditos: andarilho.pt

Aqui, no Gerês e Monchique. Até agora só chegaram os do Parque da Pena. Existem 32 árvores antigas. Estas plantas não devem ser cultivadas em árvores. Mas em sebes, baixas, do tamanho certo para recolher facilmente as folhas para a produção de chá.

Camélias no Parque da Pena

créditos: andarilho.pt

” data-title=”Camélias no Parque da Pena – Você tem uma camélia com o nome da sua família? Este é o momento de ver florescer – SAPO Viagens”> Camélias no Parque da Pena

créditos: andarilho.pt

No Parque da Pena nunca produzimos chá porque ainda estamos a estabilizar a plantação.”

A colecção de camélias do Parque da Pena foi premiada pela Sociedade Internacional das Camélias e é ordinary a realização de um evento dedicado às camélias na vila em Março, que recebe contribuições de vários jardins históricos da região de Sintra.

Camélias no Parque da Pena

Parque da Pena – @PSML/José Marques Silva

créditos: andarilho.pt

” data-title=”Camélias no Parque da Pena – Você tem uma camélia com o nome da sua família? Este é o momento de ver florescer – SAPO Viagens”> Camélias no Parque da Pena

Parque da Pena – @PSML/José Marques Silva créditos: andarilho.pt

Você tem camélias com seu nome de família? A época de floração faz parte do programa da Antena1 eu vou lá e eu venho e a transmissão deste episódio pode ser ouvida aqui.

Leave a Comment