Trabalho para Copa no Catar deixa 6.700 migrantes mortos e milhares sem remuneração – CUT